terça-feira, outubro 09, 2012


Buscando Poesias

0

Ao Longe Vem a Tarde
No Laranjado Que Tanto Busco Poesia,
Dos Remotos Sons Do Dia,
Descresse sonhos Em Vitorias Regias.

Flutuando Mentes Navegando As Pessoas,
Tumultuando Quilômetros De Lentidão,
Revendo As Nuvens Que Vão.

O Quanto Busco Poesia Em Árvores
Jogada De Suas Folhas No Chão,
Varrendo-se Ao Lixo De Pequenas Palavras Estragadas.

O Quanto Busco Poesias Na Rua, No Ar, No Rio Do Mar
Nesse Mundo Em Pensamentos Sonhados,
Manipula o Novo Remo Para a Navegação Humana.

Busco Poesias Em Postes.